Nossa História

Pioneira em conquistas importantes, a Uniodonto de São José dos Campos está entre as maiores operadoras odontológicas do Sistema. Com 373 cooperados e 150 mil beneficiários, a Uniodonto de São José dos Campos mantém-se em constante evolução.

Essa trajetória ascendente, durante 27 anos, se deve a diversos fatores: qualificação e comprometimento dos cooperados, gestão competente, excelência no atendimento prestado em consultório, espírito inovador e ousadia nas decisões, eficiência na venda de planos e na fidelização dos clientes e empenho dos colaboradores, alinhados internamente por meio de treinamentos periódicos.

Neste um quarto de século, o comprometimento tem sido peça-chave, estando sempre presente, seja nos períodos de retração, seja de evolução econômica. Todos sempre acreditaram no potencial da Cooperativa, e certamente essa imersão completa é grande responsável pelo sucesso da Singular.

Engajada em atividades voltadas para a comunidade, a maior operadora odontológica do Vale do Paraíba orgulha-se de sua história e de suas conquistas, alcançadas por meio de planejamento, pioneirismo, capacitação profissional e responsabilidade social, por meio do apoio a instituições sem fins lucrativos da região. 

Neste livro, contamos um pouco da história de uma cooperativa destemida, que jamais se intimidou diante dos inúmeros desafios que enfrentou. Ao longo destas páginas, compartilhamos com você a visão de 32 cirurgiões-dentistas, que enxergaram em uma pequena empresa a possibilidade de transformá-la em uma das maiores operadoras odontológicas do Sistema Uniodonto.

  • Capitulo 1

    O nascimento do sistema Uniodonto

    Próximo

    Em 1972, a economia do país vivia o “milagre econômico”, ocorrido no final dos anos 1960 e início dos anos 1970. Porém, o elevado Produto Interno Bruto (PIB) não resultara em uma distribuição equilibrada da riqueza nos diferentes setores da economia, aprofundando as desigualdades socioeconômicas.


    Na década de 1970, apenas 5% da população tinha condições financeiras de custear os procedimentos necessários à manutenção da saúde bucal. O custo dos tratamentos odontológicos era muito elevado. Atento a essa realidade e ao panorama do mercado nacional, um grupo de 37 dentistas, liderados por Dalton Nunes da Silva, reuniu-se em 18 de setembro 1972, em Santos (SP), para fundar a primeira cooperativa de serviços odontológicos do Brasil - a Uniodonto.


    Dr. Alarcon e Philipe Cunou, gerente do Carrefour, primeiro contrato de Campinas

    Os fundadores acreditavam que, por meio do cooperativismo e da possibilidade de ofertar planos odontológicos, seria possível atender às necessidades dos dentistas, que precisavam melhorar suas fontes de renda, e da população, desprovida de tratamentos acessíveis. Menos de um mês após a criação da singular de Santos, seria fundada a Uniodonto Vales do Taquari e Rio Pardo. Em seguida, viriam as singulares de Campinas e São Paulo (ambas em 1978) e de Goiânia (1983). No início da trajetória Uniodonto, o grande desafio das singulares era equilibrar o número de clientes com o de cooperados, para que houvesse movimento nos consultórios, mas disponibilidade de atendimento a todos. Entretanto, o fato de a marca da cooperativa ser praticamente desconhecida fora do círculo de dentistas dificultava o trabalho de prospecção de empresas e pessoas físicas. 



    Drs. Murillo Antonio de Almeida (sem paletó) e Dr. Arthur José Canguçu de Almeida, respectivamente, Diretor Comercial e Presidente da Unimed de Campinas; Dr. Alarcon; Dr. Gobbo; Dr. Homero

    Visando unificar as singulares pertencentes ao Cooperativismo Odontológico e à Uniodonto, existentes em diferentes estados, o Sistema passou a se chamar, em março de 1993, Uniodonto do Brasil - Confederação Nacional das Cooperativas Odontológicas, congregando as federações Paulista, Paraná, Rio Grande do Sul, Região Central, Norte e Nordeste. Atualmente, o Sistema é composto por 119 singulares, 9 federações e mais de 20 mil dentistas associados, com mais de 3 milhões de usuários distribuídos em todo o país. A grande característica do Sistema, que reúne todas as singulares do Brasil, é garantir uma cobertura efetivamente nacional. Dessa forma, o beneficiário que estiver fora da sua cidade é atendido em qualquer município que possua um profissional associado, sem burocracia. Esse diferencial fez da Uniodonto maior rede de atendimento odontológico do Brasil e do mundo, além de uma das líderes nesse segmento de mercado. Federação Paulista Visando oferecer suporte às singulares do Estado de São Paulo, a Federação Paulista foi fundada em 25 de setembro de 1992. Atualmente, congrega 38 singulares em todo o território paulista. O número de cirurgiões-dentistas cooperados é superior a 9 mil profissionais e os usuários ultrapassam 1,3 milhões de contratantes, entre pessoa física e pessoa jurídica. Dentre suas metas destacam-se a organização de encontros estaduais envolvendo representantes das singulares espalhadas pelo Estado de São Paulo e a realização de convênios estaduais.



    Certificado de Autorização para Funcionamento da Uniodonto de Santos


  • Capitulo 2

    O Ano da Fundação

    Próximo



    Principais marcos do período – de 1993 a 1997. Insira aqui um texto por questões de acessibilidade #PraCegoVer


    Poucos sabem que, antes mesmo da sua efetiva fundação, em 1993, a Uniodonto de São José dos Campos já havia sido registrada no município, em 1979, sem que tivesse sido dada sequência à estruturação da cooperativa naquele momento.

    Esse fato permaneceu desconhecido até o início de 1993, quando alguns cirurgiões-dentistas, pensando em criar uma operadora odontológica na cidade, começaram a buscar informações sobre os trâmites burocráticos.

    Nos anos 1990, São José dos Campos já era uma importante cidade do interior paulista, com mais de 400 mil habitantes, sede de grandes empresas nacionais e multinacionais e detentora do maior Produto Interno Bruto (PIB) da região. Certamente possuía todas as condições de comportar uma operadora odontológica, tanto em número de beneficiários como de profissionais associados.

    Nessa época, a quase totalidade dos atendimentos odontológicos no município - e em boa parte do Brasil - ocorria mediante pagamento particular. O atendimento via convênios mercantilistas, pouco difundido, não fazia parte da realidade do cirurgião-dentista, até por não apresentar grandes vantagens financeiras para esses profissionais.

    Diante desse cenário de custos elevados dos tratamentos odontológicos, a cultura predominante na população era a de buscar atendimento somente quando os problemas bucais apareciam, gerando incômodo ou dores permanentes. Não havia o hábito da prevenção.

    Enquanto para a comunidade joseense e da região a marca Uniodonto permanecia quase incógnita, para alguns profissionais da área odontológica na cidade, o conceito da cooperativa já começava a ser conhecido, graças às experiências de cidades como Piracicaba e Campinas, além da pioneira Santos.

    Enxergando o potencial de São José dos Campos, o Dr. Antonio Alarcon, um dos fundadores da reconhecida Uniodonto de Campinas (1978), contatou alguns dentistas com o intuito de apresentar detalhes sobre o Sistema. Era o ano de 1992 e Dr. Alarcon realizava o importante trabalho de disseminação do conhecimento sobre o mundo cooperativista, vislumbrando a evolução e expansão da Uniodonto no país.

    “Precisávamos popularizar o nome ‘Uniodonto’ em São José dos Campos. No início, alguns cooperados enxergavam com desconfiança esse investimento, mas com a proposta aprovada, demos continuidade ao Fundo de Marketing. Com ele, teríamos verba para, periodicamente, aparecer em diferentes veículos. Acredito que este é um ponto forte da gestão, sempre investindo e valorizando a marca por meio da utilização do Fundo de Marketing.” Dr. Sergio Brito, Presidente da Uniodonto de São José dos Campos desde 2000

    Informais, as primeiras reuniões dos dentistas de São José dos Campos aconteciam no consultório da Dra. Maria Antonia Tralli e contavam com meia dúzia de dentistas interessados. Nessas ocasiões, discutia-se os ganhos, a parte burocrática, o cenário do município e os desafios a serem enfrentados, analisando os riscos envolvidos na fundação da cooperativa.

    Com o passar dos meses, a troca de informações e a propaganda ‘boca a boca’ entre colegas da área, muitos deles associados à APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), fizeram aumentar de forma orgânica o número de participantes dos encontros no consultório da Dra. Maria Antonia. Uma reunião com o Dr. Alarcon foi realizada na sede da APCD, com a presença de mais de 20 dentistas, um número significativo na época.

    Para incentivar o interesse pelo encontro, o Dr. Francisco Labinas, que viria a ser o primeiro presidente da futura Singular de São José dos Campos, empenhou-se pessoalmente na elaboração de comunicados de divulgação, distribuindo-os entre os dentistas associados. Posteriormente, também foram organizadas reuniões com o Dr. Cláudio Zambello, na época presidente da Uniodonto Paulista e da singular de Piracicaba.A curiosidade sobre o funcionamento do Sistema e o anseio de “fazer dar certo” só aumentavam. Dentistas do município visitaram Campinas para conhecer a dinâmica, a parte burocrática e administrativa e os departamentos da cooperativa. Era o passo que faltava para a fundação da Uniodonto de São José dos Campos, que se concretizou em 13 de julho de 1993, tendo como sócios fundadores os seguintes cirurgiões-dentistas:




    • 1. Akira Oda
    • 2. Alberto Siqueira e Silva
    • 3. Ana Paula Bayma Gaia *
    • 4. Antúlio Ribeiro Negreiros de Moraes
    • 5. Beatriz Heloísa de Almeida Di Donato *
    • 6. Benedito de Souza Filho
    • 7. Carlos Vicente Pfeifer Montalvão
    • 8. Claudia Aparecida Tamanaha
    • 9. Cristiane Martins *
    • 10. Cristina Mariano Costa
    • 11. Cristina Melo de Souza Reis
    • 12. Edmilson Urizzi *
    • 13. Francisco Sávio França Labinas *
    • 14. Helena Aparecida Sabione Vantine
    • 15. Isabel Regina Cravo Rios *
    • 16. João Alfredo Alves Costa *
    • 17. Lauro Roberto de Oliveira
    • 18. Maria Carolina de Castro Luz *
    • 19.  Maria Cecília Conti Carpini *
    • 20. Maria Fernanda Patto dos Santos *
    • 21. Maria Solange Lacerda Rangel *
    • 22. Ondina de Oliveira Mota *
    • 23. Paula Massumi Hayashi *
    • 24. Paulo Ivo Vantine *
    • 25. Regina Ludke de Oliveira Quilici
    • 26. Sandra Tereza Gomes Brito *
    • 27. Sandra Regina de Mendonça Freire *
    • 28. Saleth de Fátima Fernandes *
    • 29. Sergio Brito *
    • 30. Sergio Lemos Solha
    • 31. Silvia Roberta Hermann
    • 32. Zélia Maria Esteves Costa 

    *Sócios fundadores ativos


    Ata da primeira reunião da Diretoria Executiva da Uniodonto de São José dos Campos

    O primeiro espaço da Uniodonto de São José dos Campos, cedido pela APCD logo após sua fundação, não pode ser chamado de sede. Havia somente uma mesa e uma cadeira. Era um local simples, sem a logomarca Uniodonto, que existia somente para a realização de encontros entre os fundadores. A primeira Diretoria Executiva da Cooperativa foi assim constituída:

    Presidente: Francisco Labinas

    Vice-presidente: Regina Quilici
    Superintendente: Sérgio Solha

    Em dezembro de 1993, uma nova Diretoria Executiva foi eleita, com a seguinte composição:

    Presidente: Francisco Labinas
    Vice-presidente: Regina Quilici
    Superintendente: Sergio Brito

    Apesar de estar sediada em uma cidade com elevado número de habitantes e muito potencial, a Uniodonto carecia de reconhecimento no mercado. A falta de clientes próprios onerava seu quadro de cirurgiões-dentistas cooperados. Em seus primeiros meses de funcionamento, a Uniodonto de São José dos Campos atendia somente intercâmbio – beneficiários de outras singulares (principalmente Campinas).

    Foi então que, em meados de 1994, a Cooperativa fechou contrato com seu primeiro cliente corporativo - o Carrefour -, com 1.196 beneficiários. Essa conquista, fundamental para o crescimento e o futuro sucesso da Uniodonto, deveu-se, em grande parte, à dedicação e à persistência das então diretoras Ondina Mota e Regina Quilici, que não se abateram diante do início de “vacas magras”. Houve então a necessidade de ampliar o espaço e de consolidar a imagem, a fim de levar credibilidade aos clientes pessoa física e jurídica.

    O primeiro endereço da Singular foi na Avenida Cassiano Ricardo, 1464, na região oeste do município. A distribuição de ‘para-sóis’ para vidros de carros com o logo da Uniodonto de São José dos Campos, revelou-se uma opção barata e muito eficaz na divulgação da marca. A partir do contrato com o Carrefour, os dentistas começaram a sentir diferença no movimento dos consultórios, por conta do aumento no atendimento a beneficiários do plano Uniodonto. Para melhor atender aos beneficiários, foram admitidos novos cooperados.

    Em fevereiro de 1995, por questões pessoais e devido às demandas como presidente na APCD, o Dr. Francisco Labinas passou o comando da Cooperativa para a Dra. Regina Quilici, que assumiu a presidência interinamente e convocou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE), na qual foi eleita por unanimidade a seguinte Diretoria Executiva:

    Presidente: Regina Quilici
    Vice-presidente: Ondina Mota
    Superintendente: Sergio Brito


    Primeira sede da Uniodonto de São José dos Campos, na Rua Vilaça

    Dentre as iniciativas visando à expansão, iniciou-se, em 1996, a propaganda da marca Uniodonto no município, por meio de folhetos e veiculação em jornais. O intuito era impulsionar as vendas, já que, na época, não existiam departamentos segmentados na unidade e havia somente três funcionários atuando na Sede, os quais conciliavam as atividades administrativas com o atendimento ao cliente.

    Na visão do corpo diretivo, divulgar o nome da operadora era uma estratégia essencial e de retorno garantido. Foi então que, durante Assembleia Geral Ordinária foi sugerida a implantação do Fundo de Marketing, que custaria ao cooperado 50 reais mensais, descontados em produção. Um valor que permanece intacto há 22 anos.

    Além de se espelhar na grande Uniodonto de Campinas, a operadora se aproximava cada vez mais da Federação Paulista, cujo presidente à época era o Dr. Cláudio Zambello, um dos responsáveis por ajudar a fomentar o crescimento das singulares no Estado de São Paulo e no Brasil, e incentivador da criação do Fundo de Marketing, assegurando que seria um investimento que traria retornos positivos. O apoio e as orientações recebidas do Dr. Cláudio Zambello foram de fundamental importância para o sucesso da Uniodonto de São José dos Campos, não só no seu período inicial, como em toda a trajetória da Cooperativa. Com sua experiência, ele norteou os passos da Singular, estando sempre disponível para aconselhar e ajudar.

    “Precisávamos popularizar o nome ‘Uniodonto’ em São José dos Campos. No início, alguns cooperados enxergavam com desconfiança esse investimento, mas com a proposta aprovada, demos continuidade ao Fundo de Marketing. Com ele, teríamos verba para, periodicamente, aparecer em diferentes veículos. Acredito que este é um ponto forte da gestão, sempre investindo e valorizando a marca por meio da utilização do Fundo de Marketing.” Dr. Sergio Brito, Presidente da Uniodonto de São José dos Campos desde 2000


    Um passo tão importante quanto arriscado, em 1996, foi o início da comercialização dos contratos de pré-pagamento. Durante seis meses, como reflexo à iniciativa, a despesa com o pagamento dos cooperados manteve-se maior do que a receita gerada com a venda dos planos.
    No entanto, a operadora aumentou o número de clientes pessoa física e sua visibilidade no mercado, tornando-se mais conhecida. No ano seguinte, a venda de planos odontológicos da Uniodonto de São José dos Campos passaria a ser realizada por empresa terceirizada.

    Outro destaque do ano de 1996 foi a implementação do “Plantão BIP”, para atender às emergências dos beneficiários, conforme será detalhado adiante.

    Em 1997, começariam a ser veiculadas as primeiras peças publicitárias da Uniodonto de São José dos Campos em rádio e TV. Nesse ano, a Diretoria da Cooperativa (gestão 1997-1999) era assim constituída:

    Presidente: Ondina Mota
    Vice-presidente: Regina Quilici
    Superintendente: Sergio Brito

  • Capítulo 3

    A Evolução

    Próximo


    Principais Marcos de 1998 a 2006.


    Era preciso crescer. Mas a realidade econômica do Brasil não era das melhores. Na Uniodonto de São José dos Campos, crises de balanço de pagamentos surgiram em 1997 e 1998, às quais à frágil situação fiscal brasileira somou-se o contágio de crises ocorridas em outros países emergentes.

    Os joseenses careciam de cuidados bucais e muitos dentistas desejavam aumentar o número de pacientes atendidos no consultório. Demissões em massa nas grandes indústrias e falência de empresas antes sólidas haviam provocado significativa redução dos atendimentos particulares. Era uma oportunidade para divulgar e evidenciar os benefícios e o custo acessível do Plano Odontológico Uniodonto. No entanto, reconhecia-se a necessidade de melhorias na gestão da Cooperativa.

    O primeiro passo nessa direção foi a contratação de um gerente de vendas. A profissional escolhida, por indicação de uma paciente do Dr. Sergio Brito, que trabalhava na área de Recursos Humanos, foi Hilda de Folco Pereira da Silva. À época atuando na Prefeitura de Caraguatatuba, Dona Hilda trouxe na bagagem sua experiência de 20 anos como colaboradora da Unimed São José dos Campos e contatos comerciais importantes para impulsionar a marca Uniodonto na região. Mas, para isso, havia muito trabalho a ser feito.

    “Quando conheci a Uniodonto, senti a necessidade de promover mudanças estruturais. A operadora precisava se profissionalizar para crescer. Precisava se tornar, efetivamente, uma empresa. ” Hilda de Folco Pereira da Silva, Gerente Geral de 1998 a 2005






    Dona Hilda reservou a primeira semana de trabalho para conhecer serviços, produtos, anseios e necessidades. Em seguida, já como Gerente Geral, passou a realizar reuniões com os vendedores terceirizados para apontar dificuldades e traçar metas. Nessa nova fase, que tinha como foco impulsionar as vendas, era fundamental melhorar a estrutura física da Uniodonto de São José dos Campos. A casa alugada da Rua Vilaça - quarto endereço da singular - não era adequada.


    Segunda sede da Uniodonto de São José dos Campos, na Rua Vilaça


    Assim, em 1998, a Cooperativa transferiu-se para o que viria a ser o seu penúltimo endereço, na Rua Coronel José Monteiro, 433 - um espaço maior e com localização privilegiada, no Centro, para atender aos cerca de 1,4 mil beneficiários à época. Em busca de aprimoramento profissional na área de gestão, os membros da Diretoria participavam ativa e frequentemente de cursos em São Paulo e em Campinas e dos encontros estaduais promovidos pela Federação Paulista, além de visitarem outras operadoras. Inúmeras experiências positivas foram absorvidas pela Cooperativa, a partir dessas ações.

    As ações e investimentos em melhorias de estrutura e gestão foram providenciais. A criação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em 1998, viria a se tornar um divisor de águas no segmento de operadoras do setor, eliminando do mercado as empresas despreparadas para atender às exigências da nova legislação. Instituída pela Lei n° 9.656 de 3 de junho de 1998, a ANS nasceu com a principal função de regular o mercado de planos privados de saúde no país, inclusive os odontológicos. Até então, não havia regras nem qualquer órgão fiscalizador do funcionamento de operadoras de saúde.

    De início, houve um certo receio em relação à atuação da Agência, mas com o tempo a ANS mostrouse essencial para impulsionar a profissionalização da gestão das operadoras.

    A Cooperativa chegará ao final do século XX em situação financeira delicada. Mesmo com o início da reestruturação, as despesas da operadora eram superiores às receitas. As contas não fechavam. Uma das opções para a obtenção de estabilidade financeira era contrair um empréstimo bancário. A outra era estabelecer um limite de pagamento aos cooperados. De maneira transparente, a Diretoria convocou, em 1999, uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para apresentar o cenário crítico e definir ações para a continuidade do funcionamento saudável da Uniodonto.

    A Assembleia decidiu pela redução do valor da USO, sendo a diferença utilizada para o saneamento das contas da Cooperativa. Os valores seriam creditados em conta especialmente criada para cada cooperado, para posterior resgate, quando da recuperação financeira. Felizmente, apenas dois meses após essa decisão, os ventos mudaram de direção.



    Sede da Rua Coronel José Monteiro

    A Unimed São José dos Campos venceu a licitação aberta pela Urbanizadora Municipal (Urbam) para atendimento médico aos funcionários. O contrato, porém, previa também o atendimento odontológico, o que possibilitou a parceria da cooperativa médica com a Uniodonto de São José dos Campos. Superavitário, o contrato representou, sem dúvida, um grande impulso para o crescimento da Singular. Desta forma, toda a “dívida” assumida com os cooperados foi paga integralmente.

    Neste ano de 1999 ainda seria inaugurado o escritório de Caraguatatuba, para oferecer melhor suporte aos beneficiários locais e dentistas associados.

    Após um breve período de estabilidade e equilíbrio financeiro, o contrato da Unimed com a Urbam chegou ao fim e, na nova licitação realizada em 2001, não se previa assistência odontológica aos funcionários da empresa.



    Desta maneira, a Uniodonto deixou de prestar serviços para a Urbam via Unimed. Com a perda de cerca de 5 mil beneficiários, era preciso pensar rapidamente em uma estratégia de ação. E por que não oferecer o contrato pessoa física aos colaboradores da Urbam? Seria um risco a substituição do contrato de pessoa jurídica para pessoa física, pelo maior custo administrativo e maior probabilidade de inadimplência. Porém, seria uma alternativa para não perder todas as vidas naquele momento - fato que impactaria diretamente a Cooperativa.


    Sede do escritório de Caraguatatuba

    Os vendedores conversaram com cada funcionário, oferecendo um plano familiar, com valor diferenciado estendido aos dependentes diretos. A iniciativa ajudou, mas, como o previsto, não resultou na migração total das vidas que faziam parte do plano coletivo empresarial, impactando significativamente a receita da Cooperativa, então com pouco mais de 80 cooperados.

    Diante desse cenário, buscar aproximação com empresas de grande porte instaladas em São José dos Campos era essencial e uma questão de sobrevivência para a Uniodonto.

    Então, ocorreu um fato que marcaria significativamente o futuro da Cooperativa. A área de Benefícios da Embraer solicitou uma proposta de cobertura diferenciada, com exigência de que incluísse prótese - o que na época era novidade.


    Não havia parâmetros no mercado para a precificação dessa proposta, pois São José dos Campos seria a primeira Singular do Sistema a oferecer cobertura em próteses sem limite de utilização. A Uniodonto de Caçapava, que possuía um plano com cobertura limitada de próteses e controle na quantidade de aprovações, disponibilizou seus dados estatísticos, auxiliando no estudo. Mas as informações que tínhamos eram insuficientes para a composição de preço e, por isso, foi necessário trabalhar com estatísticas da Cooperativa e com a experiência dos consultórios particulares da Diretoria então recém-eleita, a fim de estipular um valor que fosse interessante para a empresa e a operadora. Abraçar a oportunidade era essencial. Seriam mais de 30 mil vidas, e o contrato posicionaria a Uniodonto de São José dos Campos em um novo patamar.

    A primeira Diretoria Executiva do século XXI (2000-2003) era assim constituída:

    Presidente: Sergio Brito

    Vice-presidente: Adjair Cassula

    Superintendente: José Ângelo Tralli

    Em 2001, a Embraer realizava autogestão do atendimento odontológico a seus empregados, operando por meio de rede própria e administrando diretamente o serviço oferecido aos seus empregados e dependentes. Ciente da necessidade de mudança para facilitar a dinâmica interna na Embraer com relação aos atendimentos odontológicos, a Cooperativa, juntamente com sua assessoria jurídica, formatou um contrato em que todos os funcionários fossem contemplados com o plano. Agora era aguardar o retorno da proposta.

    Assinatura do contrato Embraer

    No dia da reunião com a Diretoria da Embraer para a assinatura do contrato, os diretores da Uniodonto foram surpreendidos com uma péssima notícia: o plano seria opcional. O funcionário poderia escolher a Uniodonto de São José dos Campos ou manter a modalidade de autogestão Embraer.


    Primeiro número do informativo da Uniodonto de Salão José dos Campos, em 2002

    Dr. Sergio Brito e Dr. José Ângelo Tralli, que representavam a Uniodonto na reunião, pediram licença para discutir em privado a contraproposta. Ambos sabiam que, se o contrato fosse bem sucedido, haveria um ganho significativo para a marca Uniodonto e para a produção dos cooperados. Após analisarem os prós e contras e elaborarem rapidamente um planejamento de ações a serem implementadas, a decisão foi de aceitar a proposta. O contrato foi assinado.

    Poucas semanas após a assinatura, a Cooperativa organizou uma reunião com as Uniodontos do Vale do Paraíba e com os cooperados, solicitando a colaboração e o empenho de todos para o êxito do contrato. Essa união em torno de um interesse comum e de extrema relevância para o Sistema foi fundamental para que tudo desse certo. A estrutura e o apoio de todo o Sistema Uniodonto nesse momento fizeram toda a diferença para o sucesso desse importante contrato.

    A conquista da Embraer foi divulgada amplamente na primeira edição do jornal Uniodonto Informa, em janeiro de 2002, criado com o objetivo de dinamizar a comunicação com cooperados e beneficiários de São José dos Campos.

    Com o contrato na mão, o próximo passo era fidelizar a Embraer e atrair novas vidas, diante do enorme potencial da empresa, que ofereceu pleno suporte à Uniodonto, disponibilizando espaço para palestras em diversos horários, cinco vezes ao dia (nos três turnos). Por 32 dias, ininterruptamente, e nos três turnos da empresa, foram ministradas 269 palestras aos funcionários, apresentando o plano odontológico Uniodonto. Ao final do primeiro mês, 9 mil vidas haviam sido conquistadas.

    Tempos de avanço

    A conquista da Embraer trouxe muitos frutos positivos à Cooperativa. Conhecida nacional e internacionalmente, a fabricante de aviões alçou a Uniodonto a outro patamar, imprimindo credibilidade aos serviços prestados pela operadora e atraindo novas possibilidades.

    Mas, no mesmo ano da assinatura do contrato, um fato iria abalar os negócios de empresas de diferentes portes e segmentos: o atentado terrorista às Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001, na cidade de Nova Iorque (EUA). A tragédia, que resultou em mais de 3 mil mortes, provocou o fechamento de bolsas de valores de vários países na semana seguinte ao ataque, as quais registraram enormes prejuízos ao reabrir - especialmente para os setores aéreo e de seguradoras. A situação da indústria de aviação civil, que já enfrentava problemas de saúde financeira, se agravou. Primeiro, houve a não confirmação das opções de compras; depois, cancelamentos, com a não retirada dos aviões novos pelos compradores.

    Os impactos atingiram também o Brasil, sede de uma liderança de mercado do setor aeronáutico. Ainda em setembro, a Embraer anunciou 1,7 mil demissões, reduzindo seu quadro de 12,7 mil para 10,9 mil empregados. Poucos dias após as demissões, o presidente da Uniodonto, Dr. Sérgio Brito, recebeu uma ligação da Embraer em seu consultório.

    O motivo da reunião, no entanto, era positivo. Foi solicitado à Uniodonto que elaborasse uma proposta específica para os empregados demitidos - plano que seria integralmente patrocinado pela empresa por seis meses, com valores diferenciados, para que se pudesse manter o atendimento odontológico de qualidade e o equilíbrio financeiro desse contrato. O pedido foi prontamente aceito e executado pela Diretoria.

    Em 2002, a Uniodonto comemorou a assinatura de 16 novos contratos com empresas de diferentes portes, o que representou um aumento na receita de aproximadamente 90%, resultado apresentado na Assembleia Ordinária no início do ano. Em contrapartida a folha de pagamento dos dentistas cooperados aumentou 133%. Com a rápida ascensão, a Uniodonto SJC precisou investir em equipamentos, funcionários e estrutura. Portanto, as despesas administrativas também cresceram.

    Mais clientes significa mais atendimentos o que, por sua vez, significa mais cooperados. Houve então a necessidade de criação do Departamento de Auditoria, para controle e equilíbrio da sinistralidade dos contratos. Com foco na fidelização, foi criado também um setor estratégico direcionado ao Relacionamento Empresarial, o qual teria como principal função realizar visitas comerciais, organizar participações em evento e dar suporte aos clientes.

    Com os novos contratos e investimentos, a conquista de novas vidas aumentava intensamente. A Uniodonto de São José dos Campos mantinha-se à frente de seu tempo, sempre com iniciativas pioneiras, como os contratos com coberturas em ortodontia e implantes com coparticipação.

    Na Embraer, mais vidas foram chegando com o passar do tempo mas, ainda assim, havia muito potencial para crescer.

    Em pesquisa interna realizada em 2003, boa parte dos empregados da Embraer afirmou preferir a autogestão por considerar o processo de aprovação da Uniodonto “muito burocrático”. Os resultados dessa pesquisa viriam motivar a Diretoria a criar, no ano seguinte, o SEA - Sistema Eletrônico de Aprovação, que será abordado com mais detalhes adiante.

    Apesar da burocracia para a aprovação e validação dos procedimentos, à época comum em operadoras do Sistema Uniodonto, 2003 foi um ano importante para a Cooperativa. Foram firmados 23 novos contratos, dentre eles a TV Vanguarda, a APVE, a Mectron e a ADC Urbam.

    A Dental, como principal fornecedora de produtos odontológicos para os cooperados, comemorava seus 900 itens e o crescimento de 50% nas vendas, em um ano.

    2003 também marca o ingresso da Uniodonto de São José dos Campos no mundo digital, com a criação de seu site na Internet.

    Nesse ano, para festejar suas conquistas e o aniversário de 10 anos, foi realizado um jantar dançante no Clube Luso-Brasileiro, com a presença de mais de 300 convidados, entre cooperados, acompanhantes e convidados.

    Uma nova Diretoria Executiva foi eleita em 2003, sendo assim constituída:

    Presidente: Sergio Brito
    Vice-presidente: Edmilson Urizzi
    Superintendente: José Ângelo Tralli


    Comemoração dos 10 anos da Uniodonto de São José dos Campos

    Em 2004, a Uniodonto de São José dos Campos reunia mais de 170 cooperados, tanto na cidade como também em Caraguatatuba e Paraibuna, visando possibilitar melhor suporte aos beneficiários.

    Cursos passaram a ser oferecidos aos cooperados, abordando temas administrativos e relacionados à odontologia, e possibilitando capacitação profissional. Para a Uniodonto de São José dos Campos, qualificar seus profissionais sempre foi uma forma de valorizar pacientes e associados.

    Muitos dos que fazem parte da história da Cooperativa enxergam 2004 como um ano-marco. Nesse período memorável, um dos principais destaques foi a criação e implementação do SEA - Sistema Eletrônico de Aprovação Online, visando à desburocratização do processo para os beneficiários.

    Antes de realizar os tratamentos necessários apontados pelo dentista na primeira consulta, o paciente precisava solicitar aprovação do procedimento na Sede. Uma prática que demandava tempo da operadora, funcionário, do dentista e do beneficiário.

    Diante da identificação da insatisfação dos clientes com o modelo de aprovação, a Diretoria passou a se capacitar ainda mais na busca de uma solução para este gargalo. O SEA foi então idealizado, após a participação dos diretores Dr. Sergio Brito e Dr. Edmilson Urizzi em um curso sobre Gestão de Cooperativas que frequentaram em São Paulo.

    Apresentado o problema, o professor desafiou Dr. Sergio e Dr. Edmilson a encontrarem uma solução de acompanhamento dos procedimentos que não penalizasse o beneficiário, com burocracias e gasto de tempo. A viagem de volta a São José dos Campos foi longa, devido ao congestionamento típico de uma sexta-feira às 18h. Tempo suficiente para que Dr. Sergio e Dr. Edmilson pensassem e estruturassem o que viria a ser o SEA.

    Já na segunda-feira, ansiosos e vislumbrando os benefícios que a mudança traria, o corpo diretivo se reuniu para detalhar a ideia e o funcionamento do Sistema Eletrônico de Aprovação de Guias (SEA) - a Aprovação Online, a fim de apresentá-lo ao Conselho de Administração. Após longa discussão e com certa desconfiança por parte de alguns conselheiros, o projeto foi aprovado.

    Ideia aprovada e ponto fraco e ameaça identificados (matriz swot), era preciso colocar em prática a metodologia elaborada pelo corpo diretivo e gerentes envolvidos, visando propor ações para corrigir a deficiência e minimizar a ameaça (metodologia 5W e 2H). Uma das etapas mais importantes foi o desenvolvimento do software para a aprovação online. Dr. Edmilson Urizzi, então também presidente da APCD-SJC, indicou o marido de uma das diretoras da Associação, que era engenheiro e desenvolvia trabalhos na área de informática.



    Os diretores tinham consciência de que uma mudança tão profunda geraria enormes benefícios, mas também criaria conflitos entre os cooperados. Apesar de hoje ser difícil imaginar o mundo sem Internet, essa realidade não é muito distante. O primeiro site da rede mundial de computadores foi criado há apenas 27 anos.


    Treinamento para o Sistema Eletrônico de Aprovação

    Assim, há 14 anos, boa parte dos cooperados não tinha computador em seu consultório. A Diretoria sabia que muitos se colocariam contra a ideia da aprovação online, pois teriam não só que trabalhar utilizando o desktop, como precisariam aprender a utilizar o sistema, com auxílio do Departamento de TI da Uniodonto.

    Em setembro de 2004, para informar a todos os cirurgiões-dentistas sobre a mudança, foi enviada pelo correio uma Circular explicando o projeto e a sua finalidade. A adesão à mudança era obrigatória e todos passariam por um treinamento com duração de 30 dias.

    Para capacitar seus quase 200 cooperados, a Uniodonto contou com o apoio de uma escola de computação e facilitou a compra dos computadores (valor diferenciado e forma de pagamento). Conforme previsto, muitos questionaram a obrigatoriedade, mas quando iniciaram a utilização do sistema e viram como ele agilizava os atendimentos no consultório, passaram a apoiar. Quanto aos beneficiários, obviamente houve ampla aprovação, o que consequentemente atraiu novos clientes pessoa física e jurídica.

    O SEA possibilitou, além da aprovação automática, o cálculo dos valores e parcelamentos de procedimentos não cobertos (Atos Complementares), via e-commerce. Logo, para os clientes usuários do sistema, houve significativa economia de tempo, uma vez que não seria mais necessário o comparecimento à sede da Uniodonto para aprovar o tratamento - o que resultou em melhoria na qualidade do atendimento prestado.

    Também graças à informatização, deixaram de ser impressos, na época, cerca de 41 mil guias (em quatro vias) por ano – o que proporcionou significativa redução na utilização de papel e consequente diminuição das despesas da Cooperativa.

    A aprovação online trouxe ainda outros ganhos. Solucionado o problema da burocracia, os empregados da Embraer que ainda se mantinham com a autogestão no atendimento odontológico começaram a migrar para o plano Uniodonto. A melhoria também funcionou como chamariz para grandes corporações, como a Avibrás.

    Seguindo as normas do Sistema Uniodonto, para viabilizar o contrato com a Avibrás, São José dos Campos precisou obter autorização oficial da Uniodonto de Jacareí até então detentora do contrato, já que a empresa estava localizada naquele município. Dentro do espírito cooperativista, a transferência foi autorizada, representando uma importante conquista para São José dos Campos, mantendo este importante contrato no Sistema Uniodonto, favorecendo os cooperados e as cooperativas de São José dos Campos e Jacareí.

    O sucesso do SEA levou a Cooperativa a apresentar o sistema a 20 singulares do país. A ascensão e a credibilidade estavam em alta. Em pouco mais de quatro anos (2000-2004), a operadora saltou de 1,5 mil vidas para mais de 50 mil beneficiários, incluindo os dependentes diretos. A satisfação? 100%. Pesquisa realizada com os clientes para avaliar a qualidade do atendimento e os serviços prestados em consultório registrou plena aprovação dos usuários.


    Encontro Estadual das Uniodontos em São José dos Campos



    Projeto Gari - Aulas de informática para jovens de baixa renda

    Nesta época e em busca da fidelização das grandes empresas, a Uniodonto investiu intensamente em palestras e participações em campanhas internas, ou seja, no relacionamento empresarial. Dentre os grandes clientes nessa primeira metade dos anos 2000, destacavam- -se, além da Embraer e da Avibrás, a Gerdau, a Panasonic, e a Cressem (cooperativa de crédito de servidores municipais). 

    Ainda por estratégia e visando incentivar e expandir o atendimento odontológico no mercado corporativo, a operadora estruturou planos voltados para as pequenas e médias empresas, com um mínimo de cinco titulares, e tabelas menores do que as praticadas em planos particulares. Ações que resultaram em um aumento significativo no número de contratantes.

    A ideia era diversificar a carteira para não depender de um único cliente, tanto em receita como em número de beneficiários. Por esse motivo, a operadora aderiu a uma política agressiva de vendas no segmento PME (pequenas e médias empresas) e PF (pessoa física). Os resultados financeiros permitiam essa ação, que trouxe bons resultados.

    Aproveitando o bom momento, a Uniodonto de São José dos Campos investiu em melhorias físicas, reformando sua sede e efetuando a locação de outras salas no mesmo prédio, na Rua Coronel José Monteiro. O primeiro setor a receber obras foi a recepção, em 2005, seguido pela Dental. Na recepção, o moderno projeto arquitetônico utilizou revestimentos de madeira e inovou na iluminação. Com a ampliação, foi possível estruturar salas mais funcionais - tanto na área administrativa, quanto no atendimento -, espaço destinado ao telemarketing e auditório de 42 lugares para reuniões e treinamentos de funcionários e cooperados.

    Solidariedade Permanente

    O cenário positivo permitiu à Uniodonto de São José dos Campos pensar em ações de responsabilidade social. Em Assembleia Extraordinária realizada em 2005, foi aprovada a criação do Fundo de Solidariedade - mantido até hoje -, a ser subsidiado pela contribuição voluntária dos dentistas cooperados, no valor equivalente a uma consulta de emergência. Os recursos arrecadados seriam utilizados em doações a instituições sociais cadastradas pela Cooperativa.

    A primeira ação do Solidariedade Permanente foi um projeto de inclusão digital, desenvolvido em parceria com a Urbam e a escola técnica de informática Star Bit, com intuito de oferecer aos filhos dos funcionários de baixa renda da Urbanizadora Municipal (a maioria filhos/as de garis) um curso de informática.

    Nesses 13 anos, o Solidariedade Permanente manteve parceria com as seguintes instituições:

    AAFLAP – Associação de Fissurados Labiopalatais

    Asilo Sto. Antonio

    ASPE – Associação Pró-Saúde para Pacientes com Necessidades Especiais

    Casa de Apoio ao Paciente Oncológico

    Casa de Assis – Unidade São José dos Campos

    Clubeca

    Comunidade Beira Rio

    Comunidade Luz de Cristo

    Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura

    de São José dos Campos (Natal Solidário)

    GACC – Grupo de Apoio à Criança com Câncer

    GEFA – Grupo Espírita Francisco de Assis

    Lar Nossa Senhora da Salette

    Obra Assistencial Pe. Bonafé

    Obras Assistenciais Irmã Clara

    Paróquia N. Sra. do Perpétuo Socorro

    Pastoral da Família, Natal Solidário

    Projeto Formare

    Sociedade S. Vicente de Paula.






    Solidariedade Permanente - Comunidade Beira Rio e Comunidade Luz de Cristo



    Prêmio Top Administração 2006

    Em 2006, a operadora, então com quase 80 mil vidas e mais de 200 dentistas cooperados, teve a qualidade da sua entrega da produção reconhecida por meio do prêmio Top Administração, outorgado pela Federação das Uniodontos do Estado de São Paulo à singular que melhor remunera seus cooperados. Os resultados positivos mostraram o reconhecimento da comunidade usuária à seriedade e à qualidade dos serviços prestados, sempre em busca do que há de mais moderno e avançado em termos de tecnologia, equipamentos, estrutura administrativa e de pessoas e qualificação profissional.

    Nesse ano, a Johnson & Johnson, que era cliente da Uniodonto de Campinas, optou pela singular de São José dos Campos para dar continuidade ao contrato, tendo em vista a facilidade na aprovação dos orçamentos (SEA). Até então, os beneficiários dessa empresa eram atendidos por meio de intercâmbio.

    Diferenciada perante outras singulares, 13 anos após a sua inauguração a Cooperativa ocupava as primeiras posições no Estado e no Brasil, posicionando-se entre as que mais crescem e tornando-se uma referência e modelo de gestão.

  • Capítulo 4

    Reconhecimento

    Próximo




    Otrabalho desenvolvido pela Uniodonto de São José dos Campos visando à satisfação e suporte ao cliente foi reconhecido em meados de 2007 – ano em que a Singular recebeu o prêmio Melhor Performance de Fornecedores Indiretos, concedido pela Embraer. A premiação classificou a Cooperativa como um fornecedor de ponta perante o mercado.

    O reconhecimento gerou frutos imediatos. No mesmo dia da entrega do prêmio, a operadora recebeu uma solicitação de proposta do próprio diretor da empresa de segurança Engeseg, que estivera presente à solenidade. Em conversa com os diretores da Uniodonto, o executivo revelou que fazia questão de ter a vencedora do prêmio Melhor Performance da Embraer como fornecedora de assistência odontológica aos funcionários da Engeseg.

    Nesse ano, a Singular também foi considerada pela Uniodonto Brasil, em um ranking divulgado na Convenção Nacional, a operadora com melhor média de remuneração ao seus cooperados.



    Graças ao bom momento vivido pela economia brasileira em 2007, com a expansão do crédito, do setor imobiliário e os recordes da Bolsa de Valores, a Uniodonto pôde realizar uma série de investimentos, como a modernização do seu departamento de TI; reforma das salas internas; implementação da Dental Online (e-commerce); inclusão de novos cooperados em Caraguatatuba e em São Sebastião; e patrocinador principal do São José Esporte Clube, visando ao aumento da visibilidade da marca.


    Reforma da sede da Rua Cel. Monteiro

    Nessa época, a estratégia agressiva de fidelização já era o carro-chefe da Cooperativa - o principal atrativo para a conquista de novas vidas e para o aumento da satisfação de todos os clientes e reconhecimento regional. Dessa forma, e considerando a demanda de atendimentos e suporte, decidiu-se pela permanência de um funcionário duas vezes por semana na Johnson & Johnson e, diariamente, de segunda a sexta-feira, na Embraer. A medida permitiria solucionar rapidamente eventuais problemas e necessidades.





    Ainda em 2007, em atenção ao 7º princípio cooperativista (Interesse pela comunidade), a Uniodonto de São José dos Campos participou do programa Mosaico Teatral, do Sescoop/SP (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo); patrocinou o Projeto Atleta Cidadão (mantido pela Prefeitura desde 1999 e responsável pela formação de atletas das categorias de base de São José dos Campos); e manteve suas ações de responsabilidade social, por meio do programa Solidariedade Permanente.


    Certificação ISO 9001

    Em novembro, a ANS concedeu à Uniodonto o registro definitivo para funcionamento como Operadora de Planos de Assistência à Saúde, na modalidade de Cooperativa Odontológica, sob o Registro de Operadora nº 31375-1.

    Mais uma vez, a mudança de direção dos ventos da economia internacional e nacional afetariam o desempenho da Uniodonto. A crise dos Estados Unidos em 2007, chegou ao Brasil em 2008, trazendo elevação do dólar, redução de dinheiro disponível para empréstimo nos bancos, inflação, alta dos juros e consequente retração da economia.

    Era preciso agir rapidamente.

    Visando ampliar a carteira, o Conselho de Administração implantou uma nova tabela de preços para os contratos. Paralelamente, alterou as formas de parcelamento dos atos não cobertos, implementando também o pagamento via cartão de crédito. Foram estratégias adotadas para enfrentar o desafio de não colocar os contratos em risco.


    Certificação ISO 9001


    Projeto Atleta Cidadão - Dra. Patricia Hayashi

    Em 2008, a Uniodonto de São José dos Campos conquista a Certificação ISO 9001, uma norma internacional que trabalha a gestão de qualidade da organização independentemente do segmento ou tamanho, avaliando os resultados de cada setor, os processos operacionais, a política e as reclamações ou os elogios da ouvidoria.

    Receber a certificação demonstrou o comprometimento, a melhoria contínua e a preocupação da operadora em prevenir falhas em seus processos e profissionalizar cada vez mais a administração. Zelar pelo cumprimento de regulamentos, de legislações e de toda e qualquer exigência de caráter normativo sempre esteve entre os princípios da Cooperativa.

    Parceria Uniodonto de Santos

    Em meados de 2008, a turbulência econômica acabou por agravar a situação da Uniodonto de Santos, que enfrentava sérios problemas financeiros. Em respeito à história dessa cooperativa pioneira no Brasil, e observando os preceitos do melhor cooperativismo, a Diretoria de São José dos Campos, com o apoio dos Conselhos Fiscal e de Administração, decidiu assumir área comercial da singular de Santos e oferecer suporte administrativo à gestão. Uma experiente colaboradora se estabeleceu no município para organizar e intensificar as estratégias de vendas.

    “Estávamos a ponto de fechar as portas. Procuramos a Uniodonto Brasil, a Federação Paulista, e por fim fomos plenamente acolhidos pela Uniodonto de São José dos Campos, nossa parceira hoje. Tivemos todo o suporte e o auxílio fundamental uma colaboradora (Iara Alves), que abdicou de sua posição em São José para nos ajudar. Reuni todos os cooperados para mostrar o cenário econômico de Santos - ação que resultou na renúncia da Diretoria. Então, como eu tinha todo o suporte de São José dos Campos, assumi o cargo de presidente e, após seis meses, fui eleita oficialmente como Diretora. Estou na minha segunda gestão, e posso afirmar que os primeiros quatro anos foram muito difíceis. Tínhamos um milhão de reais em dívidas e precisamos vender a sede própria. Felizmente, nestes últimos três anos crescemos economicamente e demos força à marca Uniodonto, até então pouco conhecida na cidade. Sou extremamente grata ao Dr. Sergio Brito, Dr. Edmilson Urizzi e Dr. José Ângelo Tralli, por acreditarem no potencial de crescimento de Santos. Após tantos empecilhos, atualmente contamos com colaboradores e cooperados maravilhosos, altamente comprometidos com o trabalho. Obrigada por ser um exemplo do que é o Cooperativismo, Uniodonto de São José dos Campos!” Dra. Silvana Reis, Presidente da Uniodonto de Santos

    O exemplo de Santos demonstra a importância que o cooperativismo dá ao bem comum. O pleno êxito de uma singular não reside somente no fato de ser reconhecida individualmente - caso de São José dos Campos. O sucesso efetivo só pode ser considerado como tal quando evidencia e valoriza a preocupação com o próximo, seja ele uma outra cooperativa, uma comunidade ou instituição necessitada. A Uniodonto de São José dos Campos orgulha-se e sente-se honrada de poder auxiliar e apoiar aqueles que a procuram. É sempre uma oportunidade de crescermos juntos.

  • Capítulo 5

    Obstáculos a superar

    Próximo




    Se 2008 já havia sido positivo para a Cooperativa, mesmo em tempos de incertezas no país, 2009 foi ainda melhor.

    Houve a conquista de mais de 120 empresas e 1,7 mil clientes pessoa física. Havia então 252 dentistas cooperados e mais de 80 mil usuários do plano. Cerca de 460 guias eram aprovadas diariamente.

    A satisfação era geral. Os cooperados tinham suas agendas plenamente preenchidas. A Dental oferecia mais de 3 mil produtos. O Departamento Comercial apresentava números crescentes nas vendas e um alto índice de fidelização dos clientes. A Diretoria e os Conselheiros comemoravam o crescimento da operadora nos âmbitos econômico e mercadológico. Os beneficiários tinham um plano odontológico de excelência, para manter em dia a sua saúde bucal.


    Construção existente no terreno da sede própria

    Diante desse cenário favorável e, tendo em vista a Resolução Normativa da ANS (RN nº 159, de 3 de julho de 2007), que possibilitava às operadoras utilizarem a sua sede própria como garantia financeira, a Uniodonto de São José dos Campos decidiu investir na compra de um terreno.

    A Cooperativa já havia passado por cinco endereços até então (APCD, Avenida Cassiano Ricardo, Rua Vilaça (dois locais), Rua Coronel José Monteiro). Era o momento de ampliar o espaço, dar ainda mais visibilidade à empresa e, a longo prazo, diminuir as despesas. A construção de uma sede própria eliminaria custos com aluguel e resolveria o problema de carência de espaços internos para abrigar melhor os setores, oferecendo mais conforto a cooperados e beneficiários, além de servir de garantia financeira junto à ANS.

    Após planejamento, avaliação financeira e pesquisa de mercado, foi realizada uma Assembléia Geral Extraordinária para deliberar sobre a aquisição do terreno. Na oportunidade, foram apresentadas aos presentes as opções viáveis no município e os valores.

    Com a proposta aceita, o corpo diretivo deu sequência ao projeto, concretizando a compra da área da Praça Presidente Kennedy, 24, Centro, no dia 8 de julho de 2009, pelo valor de 700 mil reais.

    Além da aquisição do terreno, outros investimentos foram realizados no período para intensificação das vendas e do suporte nas ações de fidelização, como a reforma da Unidade Móvel e a compra de um veículo para a realização de viagens e visitas do Departamento Comercial.

    A nova Resolução da ANS

    As obras da construção da nova sede já haviam sido iniciadas quando uma nova Resolução Normativa da ANS (RN nº 206, de 2 de dezembro de 2009) surpreendeu os dirigentes da Cooperativa. No documento, a agência reguladora estabelecia um limite de apenas 8% do valor do imóvel operacional para compor a previsão técnica obrigatória das operadoras de grande porte (caso da Uniodonto de São José dos Campos) - bem menos do que os 90% constantes da resolução anterior, de 2007. Com a nova resolução da ANS, portanto, o futuro imóvel não poderia mais ser utilizado como ativo garantidor.

    À essa altura, já havia um planejamento financeiro e um projeto concluído e com execução programada pelos engenheiros e arquitetos responsáveis, com o acompanhamento constante por parte dos Conselheiros, corpo diretivo e Departamento Financeiro, sempre alinhados com os associados, por meio de apresentações. Alterar os planos naquele momento geraria grande impacto na receita. Em AGE convocada para comunicar o impasse, foi aprovada a continuidade da obra. Mas outros percalços estavam por vir, conforme veremos no Capítulo 6.

    Cooperado Nota 10


    Dr. Sergio Brito na entrega do prêmio Cooperado Nota 10, em 2011

    Ciente de que todo o avanço conquistado em 17 anos devia-se não só à boa gestão administrativa mas, especialmente, aos diferenciais de seus cooperados, a Uniodonto de São José dos Campos lançou a campanha “Cooperado Nota 10” (repetida anos depois). O objetivo era por meio da avaliação dos beneficiários, oferecer ao cooperado informações para que pudesse identificar seus pontos fortes e aqueles que poderiam ser aprimorados.

    Ao longo do ano de 2010, foram entrevistados, por telefone, cerca de 3,5 mil pacientes, selecionados pelo sistema da Uniodonto, sendo 10 de cada cooperado com atendimento recente. O usuário foi convidado a avaliar os seguintes quesitos, pontuando de 1 a 10: as instalações dos consultórios; o atendimento da secretária; o atendimento do Cooperado; a higiene percebida do consultório. Também foram respondidas perguntas sobre a disponibilidade do Cooperado em esclarecer dúvidas sobre o tratamento; se o paciente indicaria o Cooperado a um amigo e se o paciente teria alguma crítica ou sugestão.


    Prêmio de Qualidade no Atendimento ao Consumidor Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos

    A premiação aos três primeiros colocados foi realizada durante a festa de confraternização de final de ano, no Novotel. Ao final de 2010, a Uniodonto de São José dos Campos comemorou ainda a marca de mais de 100 mil beneficiários.

    Nesse ano, o trabalho da Cooperativa também foi amplamente reconhecido pela comunidade, como mostram os prêmios recebidos:

    Prêmio de Qualidade no Atendimento ao Consumidor. A Uniodonto de São José dos Campos conquistou o prêmio na categoria Odontologia, por meio de pesquisa espontânea com os colaboradores da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos (ACI).

    Prêmio Sintonia. Elegeu as principais empresas sintonizadas com o social e o meio ambiente. A Uniodonto de São José dos Campos foi premiada na categoria Alta Performance, por projetos como Dentista Amigo do Meio Ambiente (programa de coleta de amálgama nos consultórios), Inclusão Digital (que oferecia cursos gratuitos de informática a jovens de famílias de baixa renda) e assistência odontológica aos alunos do Projeto Formare da Eaton e Delphi, aos atletas do PAC – Projeto Atleta Cidadão, da Prefeitura Municipal de São José dos Campos e aos cooperados da Cooperativa Futura. Na mesma noite, a Uniodonto recebeu o prêmio Perfil dos Melhores, na categoria Melhor Operadora Odontológica.

    Prêmio Melhor Fornecedor da Embraer. A Uniodonto de São José dos Campos foi eleita o melhor fornecedor indireto entre todos os prestadores de serviços para as áreas de RH/Treinamento/Consultoria da empresa de aeronáutica. Uma segunda premiação viria em 2015.



    Premio Top Prêmio Top Vale 2012 Vale 2012

    • Prêmio Top Vale e Top Vale Regional. A Uniodonto de São José dos Campos recebeu o prêmio de melhor Plano Odontológico da cidade e da região (este com as singulares de Taubaté e Jacareí), na iniciativa promovida pela revista Valeparaibano com pesquisa do Instituto Allure e auditoria da BDO. Outros prêmios Top Vale viriam em 2011 e 2012. Em 2011, em paralelo às obras de construção da nova sede, a Cooperativa ainda teve fôlego para investir na criação de seu novo portal na Internet e para se adequar à implementação da nota fiscal eletrônica.

    Saindo da zona de conforto

    Pensar fora da caixa para manter-se em evidência era necessário. A cada dia a concorrência se tornava mais agressiva.

    Em meados de 2012, a Cooperativa participou, a convite da Ocesp (Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo) e do Sescoop (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo), de uma missão na Inglaterra, Suécia e Holanda, visando identificar ideias que pudessem ser utilizadas em projetos de melhoria e de modernização do atendimento na área odontológica.


    Dra. Maria Angela Dias Prestes: orientação sobre saúde bucal (Projeto Prevenção em Parceria com a APCD SJC)

    Durante a viagem de 12 dias, o presidente, Dr. Sergio Brito, e o superintendente, Dr. José Ângelo Tralli, juntamente com dirigentes de oito federações e 11 singulares da Uniodonto de todo Brasil, visitaram órgãos públicos, universidades e entidades que congregam dentistas nesses países da Europa, conhecendo iniciativas de aprimoramento da qualidade no atendimento e formas de remuneração dos profissionais.

    A missão proporcionou um valioso intercâmbio de informações e uma visão ampla da gestão do serviço público e privado de odontologia. O grupo observou que o foco da saúde oral nesses países era a prevenção. A estratégia resultava na redução significativa dos índices de problemas bucais. Os investimentos eram bastante direcionados para o atendimento a crianças e adolescentes e ao desenvolvimento de novas tecnologias.

    As experiências colhidas nessa viagem seriam utilizadas na elaboração do Projeto Prevenção, conforme será detalhado no Capítulo 6.

  • Capítulo 6

    Sede própria e avanços

    Próximo






    Logo no início das obras de construção da sede própria, percebeu-se que os quatro pavimentos (incluindo o estacionamento do subsolo) projetados para o edifício em poucos anos seriam insuficientes para abrigar todos os departamentos e estruturas da Cooperativa, que se expandia continuamente. Entretanto, ampliar significava aumentar os custos - o que era impensável em um projeto de construção financiado com capital próprio, como era o caso da Uniodonto.

    “O que havia sido decidido em assembleia era que a obra seria realizada conforme a nossa disponibilidade de recursos. Porém estender muito o prazo para a construção da sede seria custoso demais. Precisávamos de capital de giro para que a relação custo/benefício fosse vantajosa.” Dr. Sérgio Brito

    A saída foi a criação de um Fundo para a construção da sede própria, composto por 5% da produção bruta mensal dos cooperados. Os valores descontados seriam integralizados na cota capital de cada associado. A medida, aprovada em assembleia, vigorou de abril 2010 a outubro de 2012 e, ao final, representou uma contribuição de 25% do valor total da obra, com seis andares mais subsolo. A participação do cooperado com recursos financeiros nesse grande projeto tornou-o, mais do que dono da Cooperativa, coproprietário do patrimônio físico da empresa.

    Quando tudo parecia ter sido equacionado, surge um novo problema. Um empreendimento residencial irregular no Jardim Esplanada, região oeste da cidade, provocaria a paralisação das obras da nova sede por seis meses, ainda em 2010. Ao identificar que a altura dos edifícios estava acima do permitido na região - próxima do cone de aproximação do aeroporto da cidade, o IV Comar (Comando da Aeronáutica) determinou a interrupção de todas as construções dos arredores, até que a questão fosse resolvida. A obra da Uniodonto foi uma das muitas afetadas.




    “Ninguém estava preparado para isso. Já havíamos iniciado as obras quando soubemos que teríamos que elaborar um projeto específico para ser submetido à aprovação do Comar, antes de darmos continuidade. Não havia muita lógica nessa determinação, uma vez que ao lado da nossa construção há prédios mais altos do que o da Uniodonto. Mas burocracia é burocracia, e felizmente a arquiteta Vivien Anselmo conseguiu montar o processo, que foi aprovado.” Fernando Pinotti Negrão, Engenheiro da Sigma Construtora



    “Embora fosse um projeto corporativo, não me limitei a ir até uma loja de móveis de escritório e escolher o mobiliário. A partir do perfil da Uniodonto, projetei todas as peças, com um design personalizado e exclusivo.” Viven Anselmo, Autora dos projetos de arquitetura do edifício e de interiores da sede da Uniodonto de São José dos Campos



    “Encerramos o expediente mais cedo, às 16h, e já começamos a levar as coisas. No dia seguinte, sexta-feira, a Uniodonto não funcionou. Passamos o dia todo e mais o fim de semana fazendo a mudança, colocando tudo no lugar, limpando as novas instalações (na sexta-feira ainda havia funcionários da construtora finalizando a obra). Trouxe muita coisa na minha caminhonete. Não acreditava que conseguiríamos fechar a sede da Coronel Monteiro em uma quinta-feira e reabrir na segunda-feira na Praça Kennedy. Mas isso só foi possível graças ao fantástico comprometimento dos nossos colaboradores. Ouvi uma funcionária comentar, olhando para o prédio, que teria orgulho de lembrar, sempre, que fez parte dessa história. Eles realmente vestiram a camisa e trabalharam com ânimo e entusiasmo. No domingo à noite, depois de praticamente concluída a mudança, pedimos uma rodada de pizza para comemorar. No dia seguinte, foi bonito ver todos uniformizados, orgulhosos do dever cumprido. E, acreditem, às 8h da manhã já havia um novo cliente adquirindo seu plano Uniodonto em nossa nova sede!” Dr. Edmilson Urizzi

    Com os atrasos, a inauguração da nova sede, prevista para 2013, precisou ser adiada para 2014, gerando descontentamento aos cooperados e dirigentes.

    O esforço, o trabalho e a espera valeram a pena. Em meados de junho de 2014, o prédio com 2.341 m2 de área construída, com salas administrativas, espaço de 80 m2 para a Dental, auditório com capacidade para 100 pessoas, lounge, cobertura e elevador panorâmico, estava concluído e mobiliado. O projeto de arquitetura de interiores da arquiteta Vivien Anselmo seria reconhecido com o prêmio Estilo Design e Decor, organizado pelo programa Tudo com Estilo, da TV Band Vale, no mesmo ano.

    A mudança



    Enfim chegara o tão esperado dia da mudança. Para não prejudicar o atendimento aos cooperados

    e beneficiários, a data escolhida foi uma quinta-feira, dia 24 de julho.

    No primeiro sábado após a mudança, foi realizada uma manhã de portas abertas, para que os cooperados e seus familiares pudessem conhecer a sede própria da Uniodonto de São José dos Campos. Ainda no mês de agosto, foi realizado um evento de inauguração com a presença de autoridades.

    Américo Utumi, então assessor especial da presidência da Ocesp, esteve presente à solenidade e externou sua convicção de que a sede de uma cooperativa é muito mais do que um simples local de trabalho dos gestores e funcionários, sendo referência para os associados.





    Inauguração da sede própria


    Um ganho considerável para os beneficiários foi o setor de Ouvidoria - um espaço reservado e confortável para a realização de sugestões, dúvidas, reclamações e elogios de todos sobre atendimento. Separada dos demais departamentos, a sala, situada no térreo, é um canal aberto de comunicação que atende também a cooperados, colaboradores ou qualquer outro usuário dos serviços da Uniodonto de São José dos Campos, atuando em caráter mediador e estratégico, em busca de melhorias contínuas e soluções efetivas.

    Para os dentistas cooperados, além do prédio que atrairia mais empresas e beneficiários pessoa física, consequentemente aumentando a demanda em consultório, um ganho importante com a mudança de sede foi a ampliação da Dental própria, que passou a oferecer mais de 1,8 mil itens, sempre com preços competitivos em relação às concorrentes da cidade.

    Com a inauguração da sede própria, o aniversário de 21 anos da Cooperativa, comemorado em grande estilo no dia 26 de setembro de 2014, no Imperative Hall, teve um significado especial para cooperados e colaboradores.

    Odontologia preventiva

    Em 2013, em meio às preocupações com a construção da nova sede, a Diretoria ainda encontrou tempo e disposição para investir na ideia do Projeto Prevenção, nascida a partir das experiências trazidas da Europa na missão técnica realizada em 2012. Foi necessário adaptar a política pública dos países visitados à realidade brasileira, à sua legislação e às possibilidades de implementação por uma empresa privada - no caso, a Cooperativa.

    O Plano de Promoção à Saúde, atualmente conhecido como Projeto Prevenção, foi uma proposta pioneira na região, com o objetivo de manter um acompanhamento permanente da saúde bucal dos pacientes.

    “Na Suécia, por exemplo, a assistência odontológica é responsabilidade do governo, mas não é gratuita. Após uma avaliação e o tratamento inicial, o governo classifica o paciente de acordo com níveis estabelecidos de saúde bucal. A partir daí, é definido um valor a ser pago pelo cidadão, conforme a classificação. Quanto mais bem classificado, menor é o custo. Obviamente, não era possível para nós adotar essa política, por conta da legislação da ANS.” Dr. Sergio Brito

    “Eu e a Dra. Tania Ungari Monteiro de Barros fomos chamadas pelos diretores da Uniodonto e pelo departamento de custo assistencial para participarmos da elaboração desse projeto inovador. Sinto-me orgulhosa de ser cooperada e de poder compartilhar o sucesso do projeto com tantos parceiros, com a Johnson & Johnson, pessoas que acreditam que é possível oferecer esse diferencial aos beneficiários. Hoje, meu envolvimento e comprometimento com o Projeto Prevenção é 100%.” Dra. Camila Hardt, Dentista cooperada Uniodonto de São José dos Campos


    Dr. Sergio Brito em apresentação sobre Projeto Prevenção na APCD

    O Projeto Prevenção oferece planos individuais com cobertura e valores diferenciados - do mais básico até o mais completo - para pessoas físicas. A permanência do beneficiário no projeto vincula a sua participação em avaliações de rotina, a cada seis meses, a descontos nos valores das mensalidades. Ou seja, após a avaliação inicial, o paciente é incentivado a retornar periodicamente ao consultório da Sede, mantendo assim o custo diferenciado do seu plano.

    Além de inovador no quesito prevenção, o projeto revelou-se uma ótima estratégia de fidelização. Esse tipo de atendimento ainda não é oferecido por nenhuma outra operadora do país, mas o interesse despertado já trouxe a São José dos Campos a visita de várias singulares.

    Ao iniciar o Projeto Prevenção, a Cooperativa implementou o uso da câmera intraoral: uma excelente ferramenta de trabalho para os dentistas, que registra a efetivação do tratamento e a consequente evolução da saúde bucal do paciente.




    Câmera intraoral nos consultórios

    Satisfeita com o desempenho da câmera intraoral e ciente da versatilidade da sua utilização, a Uniodonto de São José dos Campos adquiriu, ainda em 2013, outras mais de 200 unidades, com o intuito de tentar diminuir o índice de sinistralidade, à época muito acima da média do mercado concorrente e, consequentemente, aumentar a competitividade.

    Nenhuma operadora odontológica concorrente então realizava auditoria clínica presencial. Na Uniodonto, foi detectada a insatisfação dos cooperados e beneficiários com o sistema de auditoria utilizado, pela burocracia e consequente perda de tempo. Os dados relativos aos cooperados foram obtidos por meio de pesquisa que revelou que 91% dos dentistas eram favoráveis à realização de auditoria e 61% estavam descontentes com o modelo existente.

    Após reuniões com os cooperados, em que foram apresentados os relatórios de sinistralidade da Cooperativa e uma análise do mercado concorrentes, e discussões no Conselho de Administração, foi aprovada a adoção da câmera intraoral nos consultórios dos dentistas cooperados. Foram então definidos os atos que estariam sujeitos à captura de imagens e estabelecidas as regras operacionais do novo sistema. A equipe de auditoria foi capacitada para atuar sob as novas condições.

    Durante o treinamento realizado com os cooperados para a utilização da câmera, surgiu a preocupação de que a captura das imagens tomasse um tempo excessivo do profissional e, consequentemente, do paciente. Mas a prática mostrou que a apreensão era infundada - o processo não requer mais de cinco minutos. Após três meses de adaptação, o uso da câmera intraoral nos consultórios tornou-se obrigatório.

    O compromisso do Conselho de Administração de que os resultados positivos obtidos com a implementação das câmeras seriam revertidos integralmente aos cooperados foi cumprido, sendo o efeito mais direto a elevação do valor da USO. Uma das aplicações desses recursos resultou no pagamento integral aos cooperados dos seguros de vida e de incapacidade temporária.

    O êxito desse projeto deve-se, em grande parte, ao grande comprometimento dos cooperados com o processo, o que refletiu na diminuição significativa das auditorias presenciais e no aumento do nível de satisfação dos beneficiários.

    Plantão 24 horas

    Desde 1996, a Cooperativa disponibilizava o atendimento de emergência a seus beneficiários, por meio do Plantão BIP - um diferencial competitivo da operadora. Também conhecido como pager, o BIP era dispositivo eletrônico bastante utilizado nos anos 1990 para contatar pessoas. Na prática, ligava-se para uma central telefônica e fornecia-se o número do BIP de quem queríamos contatar. Essa central então enviava um “bip” ao usuário, que recebia o sinal em seu dispositivo, com a mensagem do interessado (por exemplo, “Ligue para tal número”, ou “Entre em contato com tal pessoa”). Embora os celulares já existissem, ainda eram pouco difundidos, até por conta do alto custo dos aparelhos e das ligações.

    Inicialmente, o atendimento do Plantão BIP era realizado no período das 8h às 20h, em sistema de rodízio entre os cooperados. O aviso da emergência era repassado aos dentistas plantonistas, que recebiam os pacientes, no próprio consultório. Posteriormente, o mesmo serviço passou a operar 24 horas e por meio de um número fixo único. Ao ligar para esse número, o beneficiário era informado do local onde seria realizado o seu atendimento. Anos mais tarde, os plantonistas passaram a ser acionados via celular.

    Preocupada com a segurança dos cooperados que muitas vezes atendiam aos pacientes após o horário de expediente, de madrugada ou nos fins-de semana, a Cooperativa criou, em 2014, o Plantão 24 horas centralizado, em parceria com a Santa Casa. Desde então, o atendimento emergencial é realizado em duas salas na Rua Vilaça, 843, Centro.

    Como grande parte dos atendimentos do plantão sempre foi realizada no período diurno, para atender a essa demanda, dois profissionais foram disponibilizados durante o dia, e um no período noturno. Atualmente, o Plantão 24 horas realiza em média 1,3 mil atendimentos mensais.



    CEACOOP

    CEACOOP (Central de Atendimento ao Cooperado)

    Para intensificar a participação de todos na Cooperativa, foi estruturado ao no final de 2014 um setor voltado especificamente ao cirurgião-dentista, inteiramente disponível para suprir as necessidades dos profissionais associados e oferecer vantagens.

    Além de realizar o cadastro e a apresentação da empresa aos novos cooperados, o CEACOOP veio facilitar aos dentistas trâmites burocráticos como licença-maternidade, seguro de vida e seguro de incapacidade temporária, dando entrada e sequência aos documentos necessários.

    Outra atividade do setor é buscar parcerias com empresas de diferentes segmentos, como educação (escolas de idiomas, escolas convencionais) e bem-estar (clínicas de estética), lojas (roupas para consultório) com o intuito de ofertar condições diferenciadas de pagamento aos dentistas Uniodonto de São José dos Campos.

    A sede nova e as iniciativas e soluções pioneiras da Uniodonto de São José dos Campos passariam a atrair visitas de outras singulares. Admiradores da evolução da Cooperativa joseense, dirigentes de operadoras de municípios de São Paulo e de outros estados do país são frequentemente recebidos para conhecer a dinâmica e a forma de operação dos diversos departamentos.

    Concluindo de forma positiva o ano de 2014, a operadora conquistou a nota 0,8549 no IDSS (Índice de Desenvolvimento da Saúde Suplementar), ou seja, próxima à pontuação máxima estipulada pela ANS – 1,0, responsável por avaliar qualidade dos serviços, estrutura, economia e satisfação. Essa pontuação refletiu-se na percepção dos usuários do Vale do Paraíba, onde a operadora mantinha à época, 68% de market share. Em 2014, dos 688 mil habitantes de São José dos Campos, 176,7 mil possuíam planos exclusivamente odontológicos no município e, destes, 120 mil na época estavam com a Uniodonto.

    Impulso à comunicação e plataformas digitais

    No mundo atual, as mudanças tecnológicas acontecem rapidamente. Em um mercado competitivo, acompanhar os anseios dos clientes é o segredo de empresas de todos os portes.

    Investir e inovar. Como sempre, palavras presentes no histórico da Uniodonto de São José dos Campos. Mas, além de agir era importante informar a todos sobre os fatos e os acontecimentos semanais da Cooperativa. Possuir uma ferramenta de comunicação de fácil acesso a todos.

    Esta foi a principal motivação da newsletter “Cooperativa em Foco”, dirigida aos dentistas cooperados. Com periodicidade semanal e sem custo, por ser online, o informativo, lançado em abril de 2015 e mantido até hoje, traz assuntos relacionados à Uniodonto, como visitas à Sede, ações de fidelização aos clientes, conquistas, eventos internos, campanhas e reuniões, aproximando o cooperado da Cooperativa e estimulando o seu interesse pelo cotidiano da empresa.

    Também em 2015 foi criado o informativo mensal do cooperado. Um veículo impresso, com o intuito de evidenciar a Cooperativa como um órgão transparente. Que se preocupa em compartilhar informações com seus associados, esclarecendo dúvidas e trazendo notícias importantes em primeira mão. No ano seguinte, seria criada a TV Uniodonto, um canal para a veiculação de assuntos estratégicos para a Cooperativa, que veio contribuir para a interação entre a operadora e os cooperados.

    Em 2015, com a crise político-econômica em alta, era necessário reinventar-se, criar facilidades e trazer novidades que oferecessem mais conforto e aprimorassem a qualidade do atendimento ao beneficiário.

    Para isso, a operadora optou por investir em avanços tecnológicos. De acordo com uma pesquisa realizada pela GSMA Intelligence, havia mais de 7 bilhões de linhas de celular ativas no mundo, contra 7,19 bilhões de seres humanos. Ou seja, a quantidade de aparelhos distribuída no planeta era praticamente igual à de habitantes.

    Pensando nessa realidade, a Cooperativa lançou em julho o aplicativo mobile gratuito “Uniodonto SJC”, disponível para as plataformas iOS e Android. Por meio do aplicativo, o usuário pode checar telefones, mapas/locais, contatos, especialidades e demais informações do cirurgião-dentista; informativos; notícias, entre outras informações de seu interesse.

    Na área de atualização e capacitação, foi realizado, em junho de 2015, o primeiro encontro de especialistas da Odontologia, o Meeting Uniodonto, com nove palestrantes - experientes cooperados, com o objetivo de abordar temas como Cirurgia Ortognática, Halitose, Prontuário Odontológico, Endodontia, DTM, Dentística e Terapia Cirúrgica/Ortodôntica para reposicionamento de caninos inclusos.

    Após o sucesso da iniciativa, uma das metas da Cooperativa foi o investimento na qualificação contínua de seus profissionais. Objetivo que se concretizou em 2016, com a criação do PAPO Uniodonto - Programa de Aperfeiçoamento Profissional Odontológico, cujo intuito é trazer periodicamente um curso em diferentes áreas da Odontologia aos cooperados, de forma gratuita. Os encontros são realizados no auditório da Sede.




    PAPO Uniodonto - Terapêutica Medicamentosa


    Sempre preocupada com seus associados, sejam eles ativos ou inativos, e consolidada economicamente, a operadora decidiu, em 2016, que os sócios beneméritos – aqueles que possuem ao menos 15 anos de Cooperativa e, por motivo de aposentadoria ou problemas de saúde não atuam mais como cirurgiões-dentistas - teriam direito à permanência no plano médico, arcando com os custos. Uma forma de reconhecimento e atenção aos profissionais que foram essenciais à história e à trajetória de sucesso da Singular.

    Enfrentando a inadimplência

    Em 2016, com o crescimento da inadimplência reflexo da recessão e do desemprego, foi necessário criar uma estratégia de ação para conter o problema. Era preciso estar preparado para enfrentar os efeitos colaterais da piora dos índices de renda e do aumento das demissões em massa em várias empresas clientes.

    Uma das ações implementadas pela Cooperativa, foi a reestruturação de suas formas de parcelamento e processos de cobrança, tanto nas mensalidades do plano físico como nos Atos Complementares.

    Outras posturas estratégicas pensadas foram o incentivo nas vendas dos planos em débito automático ou cartão de crédito com desconto e a intensificação das ações de cobrança amigável, via correio e telefone. Simultaneamente ao novo posicionamento, foi realizada, no final de 2016, uma campanha de recuperação de crédito com condições especiais de pagamento e acerto das pendências, visando os recursos do 13º salário recebido pelos clientes.

    Em meio à agitada maré econômica, “fidelização” foi a palavra-chave da Cooperativa em 2017, para que se mantivesse na liderança entre as operadoras odontológicas do Vale do Paraíba.

    Constantes visitas aos clientes, participações em feiras, SIPATS e demais eventos institucionais de empresas importantes à carteira, além de estudos de propostas de planos com valores diferenciados e reestruturação na cobrança – a partir de então realizada também via SMS ou e-mail - foram realizados. Para minimizar o impacto das contínuas demissões em massa desde a crise político-econômica iniciada em 2015, a Singular intensificou as ações de venda aos clientes desligados de suas empresas, oferecendo produtos mais acessíveis.

    Nessa fase, mesmo em meio à crise, a remuneração da Uniodonto de São José dos Campos a seus cooperados era praticamente o dobro daquela praticada pelas operadoras mercantilistas e também ficava acima dos valores de outras cooperativas de mesmo porte.

    Comitê de especialidades

    Em 2017, com o objetivo de auxiliar a administração nos casos de divergências entre o cooperado e o departamento de Auditoria, e para analisar casos de difícil execução técnica de procedimentos, foi criado o Comitê de Especialidades. A iniciativa também veio facilitar a elaboração do sistema de remuneração diferenciada para os procedimentos de difícil execução técnica, valorizando os cooperados. O Comitê contribui ainda com a definição da tabela de atos.

    Planejamento estratégico

    Finalizando 2017 com olhos em um 2018 promissor, a Uniodonto de São José dos Campos contratou um consultor da Fundação Getúlio Vargas, para o desenvolvimento de um Planejamento Estratégico ousado, visando a continuidade na liderança regional e buscando melhorar ainda mais a gestão da Cooperativa.

  • Capítulo 7

    Atualidade

    Atenta à conjuntura política e econômica nacional, a Uniodonto de São José dos Campos elaborou seu planejamento para 2018 com a expectativa de que o país tivesse um crescimento lento e tímido, o que, de fato, se concretizou.

    Como ação estratégica, a Cooperativa decidiu potencializar a venda de Atos não Cobertos. Mirava um outro nicho de concorrência que se verifica atualmente no mercado. São as clínicas de franquia que vendem tratamentos com pagamento parcelado. Por isso, decidiu investir nessa frente também, antecipando-se à concorrência. Lançou então a possibilidade de parcelamento desses procedimentos, iniciativa que, nas primeiras semanas, revelou-se um sucesso.

    Outra medida, visando auxiliar o cooperado a concretizar os tratamentos não cobertos pelo plano e, consequentemente, aumentar os ganhos em consultório, foi a implementação do departamento de Vendas Ativas dos Atos Complementares. Esse setor identifica todos os procedimentos não cobertos orçados e que, por algum motivo, não foram realizados nos consultórios e constam em aberto no sistema. Em seguida, faz-se contato com o beneficiário, buscando conhecer melhor suas necessidades e propondo soluções para viabilizar o investimento.

    Ambas as ações resultam em benefícios para pacientes e cooperados.


    Reconhecimento aos cirurgiões-dentistas

    Marcando os seus 25 anos de história, a Uniodonto de São José dos Campos deu prosseguimento, a partir de 2017, à iniciativa do Cooperado Nota 10, lançada em 2010, agora repaginada, atualizada e renomeada como Prime Uniodonto. Para a Cooperativa, é fundamental acompanhar a qualidade dos serviços prestados antes, durante e após o atendimento, seja na sede da operadora ou em consultório.

    O Prime avaliou cooperados que atenderam a pelo menos 15 usuários durante o ano de 2017, por meio de pesquisa telefônica realizada junto aos beneficiários. Mais de 25 mil ligações foram efetuadas para aplicação do questionário a aproximadamente 5 mil pacientes de diferentes faixas etárias.

    Foram avaliados os quesitos qualidade do tratamento, higiene, resolução do problema e instalações (equipamentos, conforto do consultório).

    A premiação em reconhecimento ao atendimento diferenciado e desempenho dos dentistas cooperados mais bem pontuados foi realizada em 2018.


    Comemoração dos 25 anos

    O Palácio Sunset se encheu de alegria, brilho e elegância no dia 14 de julho de 2018, para a comemoração dos 25 anos da Uniodonto de São José dos Campos. Sergio Brito, Edmilson Urizzi e José Angelo Tralli, diretores da Cooperativa, foram os anfitriões dos mais de 700 convidados, entre cooperados, colaboradores, autoridades e amigos que prestigiaram a festa, para brindar um quarto de século de trabalho pela saúde bucal na cidade. 


    Campanha de valorização e homenagem ao dentista cooperado

    Com direito a estreia durante o programa Fantástico, da TV Globo, dia 22/7, a campanha publicitária da Uniodonto de São José dos Campos, comemorativa dos 25 anos da Cooperativa, homenageou o dentista cooperado. O tema foi “Um sorriso muda toda uma história. Nossos dentistas fazem toda a diferença”. As peças publicitárias mostram como o dentista pode mudar a vida das pessoas, ao devolver-lhes o sorriso.

    Assista aos vídeos da campanha:


    Medalha Mérito Legislativo

    No dia 3 de agosto de 2018, a Uniodonto de São José dos Campos recebeu a Medalha do Mérito Legislativo, outorgada pela Câmara Municipal. O projeto foi de autoria do vereador Esdras Andrade (SD) e outros. Criada em 1983, a Medalha Mérito Legislativo destina-se a distinguir e condecorar autoridades, personalidades, instituições ou entidades, campanhas, programas ou movimentos de cunho social, civil ou militar, nacionais ou estrangeiros, que tenham prestado serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Brasil.


    “A Uniodonto é motivo de orgulho para todos nós, não só pela qualidade de seu atendimento, como pela permanente interação com a comunidade”, afirmou o vereador Juvenil Silvério, presidente da Câmara Municipal.

    Representando o prefeito Felicio Ramuth, a secretária de Apoio Social ao Cidadão, Edna Tralli ressaltou a participação efetiva da cooperativa em diversas ações empreendidas pela administração pública. “Sempre que acionada, a Uniodonto respondeu prontamente, demonstrando o melhor do espírito cooperativista. Parabéns aos diretores, aos cooperados e aos colaboradores”.

    O superintendente do Sistema Ocesp, Aramis Moutinho Junior, elogiou a cidade por acolher cooperativas de diversos segmentos – crédito, reciclagem de resíduos sólidos, médica, odontológica, de laticínios, consumo, entre outros. Ele entregou ao presidente da Uniodonto SJC, Dr. Sergio Brito, uma placa alusiva aos 25 anos de fundação da cooperativa.

    “Somos gratos à cidade pela forma como nos acolheu e por ter viabilizado o nosso crescimento. Procuramos retribuir, não só com a qualidade dos nossos serviços, como com responsabilidade social”, concluiu Dr. Sergio Brito.


    Congresso de Odontologia

    Com o tema “A Odontologia do Futuro – como será?”, foi realizado, nos dias 29 e 30 de novembro e 1º de dezembro de 2018, o Congresso de Odontologia comemorativo dos 25 anos da Uniodonto de São José dos Campos. Dirigido a cirurgiões-dentistas e alunos de odontologia, o evento teve como objetivo proporcionar discussão e apresentação de novas tecnologias aos profissionais, promovendo o seu aprimoramento por meio do contato com nomes de destaque no mercado odontológico. A APCD foi parceira da Cooperativa na realização do congresso, que proporcionou aos participantes o contato direto com a Odontologia do Futuro.


    O sistema finalmente interligado

    Pioneira na implementação da aprovação online, em 2004, a Uniodonto de São José dos Campos viu com grande satisfação, em 2018, o sistema ser expandido para todo o país pela Uniodonto Brasil. Antes mesmo desse momento, a Cooperativa já realizava a aprovação online de intercâmbio com cerca de 30 outras singulares do país que possuíam o mesmo sistema, o que possibilitava a integração. Entretanto, a falta de padronização dos sistemas e deficiências de acesso à Internet e capacidade de servidor por parte algumas unidades inviabilizaram a expansão da iniciativa.

    Com o serviço integrado de comunicação (Ufast) implementado pela Uniodonto Brasil, a aprovação online finalmente chegou a todo o país, em um sistema padronizado, ancorado em linguagem e conexão mais rápida e moderna.


    Dental e CEACOOP no WhatsApp

    Ampliando a comunicação com o cooperado, em 2018 foram implementados números de WhatsApp para pedidos à Dental e também para interações dos cooperados com o CEACOOP. Este aplicativo de mensagens se revelaria o canal preferido dos dentistas da Uniodonto para se comunicar com a Cooperativa, como veremos mais adiante.


    - 2019 -

    PAPO On-line



    Buscando oferecer aos cooperados a oportunidade de aprimoramento e atualização profissional com maior flexibilidade de data e horário para acompanhamento dos cursos e palestras, em 2019 foi lançado o PAPO On-line. O acesso é feito por meio da plataforma iDent Academy, que disponibiliza mais de 550 cursos à distância, nos diversos temas e especialidades da Odontologia. A Uniodonto subsidia aos cooperados inscritos 50% do valor da assinatura.



    Uniodonto na era digital

    Em 2019, várias facilidades no relacionamento com o beneficiário e com o cooperado foram implementadas, utilizando ferramentas de automação digital. Dentre elas destacam-se as vendas on-line de planos pessoa física; o pagamento recorrente de mensalidades via cartão de crédito; a emissão de boleto digital para pagamento de Atos não Cobertos; e o novo aplicativo para smartphones (para os beneficiários), e a entrega da Produção on-line e o pagamento da Dental com cartão de crédito no consultório (para os cooperados).


    Parametrização do sistema de auditoria

    Em 2019, foram aprovadas 351.017 guias locais e 71.381 guias de Intercâmbio na Uniodonto de São José dos Campos. 100% dos atos auditáveis das guias locais e 100% das guias de intercâmbio foram auditados pela Auditoria Técnica, graças a planilhas inteligentes desenvolvidas por esse setor, em trabalho integrado com o departamento de TI. Antes, todo o processo era realizado manualmente, por amostragem. A partir a parametrização do sistema, 100% dos cooperados passaram a ser auditados pela Cooperativa.


    Implementação da gestão por processos

    O Planejamento Estratégico da Uniodonto de São José dos Campos, que vinha sendo elaborado anualmente desde 2018, estabeleceu em 2019 na empresa a gestão por processos, substituindo o modelo departamental. Para implementar esse novo modelo, foi necessário investir em ações de capacitação e treinamento dos colaboradores, além da realização de um trabalho amplo e abrangente de mudança de cultura organizacional.

    A partir desse alinhamento, foi possível contar com o engajamento dos colaboradores no sentido de responderem positivamente e de forma proativa ao trabalho em equipe, que se tornou fundamental para atender às novas demandas da empresa nos diversos setores, para o desenvolvimento e execução de projetos.

    Além do trabalho em equipe dentro dos departamentos, desenvolvem-se atualmente na empresa vários projetos que demandam a participação de mais de um setor. Para isso, são montados grupos de trabalho interdepartamentais para a análise da necessidade, a elaboração conjunta da solução, sua implementação e, finalmente, avaliação dos resultados.


    Campanha de Atos Não Cobertos



    No dia 8 de maio de 2019, a sede da Uniodonto de São José dos Campos transformou-se em estúdio de gravação, para a nova campanha publicitária da Cooperativa. Com foco nos Atos não Cobertos, o comercial teve como protagonista a atriz Sophia Abrahão.

    “Quisemos mostrar que a Uniodonto também oferece tratamentos além daqueles contratados em pré-pagamento. Muitos dos nossos beneficiários desconheciam essa possibilidade”, explicou Rodrigo Oliveira, gerente de Marketing. “É mais uma forma de ofertar trabalho e renda aos cooperados, que é o objetivo principal da nossa Cooperativa. Além de fidelizar nossos clientes, a iniciativa irá valorizar ainda mais a marca Uniodonto”.


    Patrocínio do vôlei e do São José E.C. 2019

    Em agosto de 2019, o Vôlei Feminino Joseense apresentou seu elenco para a temporada 2019/2020. O evento foi realizado na sede da Uniodonto de São José dos Campos, que apoiou a equipe, e contou com a presença de representantes da Prefeitura, patrocinadores, parceiros e imprensa. A Cooperativa também patrocinou o time do São José Esporte Clube para a temporada 2019/2020.







    Reforma escritório de Caraguatatuba

    O escritório da Cooperativa em Caraguatatuba foi transferido para um novo local, no coração da cidade, em uma ação estratégica para dar visibilidade à marca Uniodonto e expandir o mercado na região do Litoral Norte.


    Decisões rápidas e ações efetivas para enfrentar a pandemia

    A rapidez na tomada de decisão e a efetividade das ações empreendidas fazem toda a diferença em um momento de crise. Em 2020, para enfrentar e conseguir minimizar ao máximo os impactos sociais e econômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus, a Uniodonto de São José dos Campos aliou a esses dois fatores as boas práticas cooperativistas.

    As ações desenvolvidas pela nossa Cooperativa desde o primeiro momento são um exemplo de como a postura cooperativista pode ajudar o próximo, ao mesmo tempo em que impulsiona o fortalecimento institucional e corporativo”, explicou Dr. Sergio Brito. “Como toda empresa, sofremos nos primeiros meses os efeitos das medidas que precisaram ser tomadas para conter o avanço da Covid-19 em nossa cidade, mas conseguimos apoiar nossos cooperados, as empresas clientes, os beneficiários, os colaboradores e a comunidade para juntos retomarmos nossas trajetórias”.

    Apoio aos cooperados – Como forma de manter a renda dos dentistas cooperados, a Uniodonto garantiu uma remuneração mínima aos profissionais, por meio da antecipação da Produção, com carência para pagamento; ampliou a escala de plantonistas do seu Atendimento 24 horas para todos os cooperados; negociou linhas de crédito com taxas reduzidas e carência de 60 dias e antecipação da restituição de IR, pelo SICOOB CREDSÃOPAULO; prorrogou o prazo para pagamento e reparcelou as compras efetuadas pelos cooperados em sua Dental; e reembolsou-os em 50% do valor, para os testes de Covid-19.

    Beneficiários, empresas e colaboradores – Em relação aos clientes pessoa física e jurídica, a Cooperativa suspendeu processos de cobranças de mensalidades, negociou a suspensão de contratos e produziu vídeos de orientação operacional para as empresas, mantendo o suporte e atendimento de forma virtual.

    Internamente, foram implantadas todas as medidas de higiene e biossegurança, visando proteger os colaboradores e os beneficiários. Os colaboradores receberam máscaras e álcool em gel e puderam realizar o teste da Covid-19 com valores subsidiados.

    Responsabilidade social – Fiel ao sétimo princípio cooperativista, que trata do interesse pela comunidade, a Uniodonto realizou em abril intensa campanha social orientando e incentivando o uso de máscaras de tecido pela população, antes mesmo da determinação do governo estadual quanto à obrigatoriedade dessa medida. Em uma segunda fase, a Cooperativa lançou a campanha #CUIDE-SE, distribuindo gratuitamente em todas as regiões da cidade 6 mil frascos de álcool em gel e folhetos de orientação de prevenção à Covid-19.

    Os dentistas cooperados da Uniodonto disponibilizaram seu tempo para entrevistas de orientação e esclarecimento divulgadas na imprensa regional, abordando a importância da manutenção da saúde bucal e temas da odontologia relacionados à pandemia, como por exemplo a relação da ansiedade com a disfunção temporomandibular.

    A Cooperativa também realizou, em julho, ampla campanha social envolvendo beneficiários, cooperados e colaboradores, que resultou na doação de 10,9 toneladas de alimentos ao Movimento São José dos Campos sem Fome, beneficiando 938 famílias em situação de vulnerabilidade devido à pandemia.

    As estratégias e a postura proativa dos gestores da Cooperativa no enfrentamento da crise foram percebidas e reconhecidas pelos cooperados. “Foram muitas as empresas que não conseguiram sobreviver à crise que se instalou. Mas nossa Cooperativa não apenas se manteve, como foi capaz de sustentar os seus cooperados que não conseguiram produzir. Uma ação que honrou diversas famílias”, afirmou Dr. Luis Fernando Rachid, dentista cooperado.


    Investimento contínuo em tecnologia e comunicação

    A pandemia não interrompeu os projetos de tecnologia e modernização da comunicação da Cooperativa, que haviam sido iniciados em 2019. Assim, foi lançado o novo portal na Internet, com funcionalidades específicas para os cooperados, as empresas, os beneficiários e o público em geral. Sua visualização é responsiva, ou seja, adaptada para computadores, tablets e smartphones.

    A área de TI também trabalhou para adequar o ¬sistema operacional e outros canais de comunicação e interação com cooperados e beneficiários à Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor em 31 de dezembro de 2020.


    WhatsApp como principal canal de comunicação

    Em junho 2020, pesquisa realizada junto aos cooperados mostrou que esse aplicativo de mensagens é o meio preferido para o recebimento de informações e comunicações da Cooperativa. Assim, o departamento de Marketing passou a intensificar o envio de comunicados, circulares e informativos por esse canal, complementando o e-mail.


    Liderança de mercado

    O cenário atual da Uniodonto de São José dos Campos demonstra o seu sucesso e consolidação como líder de mercado em seu segmento:

    • Referência no Sistema Uniodonto
    • Mais de 148 mil beneficiários
    • 363 cirurgiões-dentistas cooperados
    • Faturamento anual de R$ 50 milhões
    • Média de 1,4 mil guias aprovadas diariamente
    • Mais de 920 empresas clientes
    • Recertificação anual pela ISO 9001 desde 2008

    A história da Uniodonto de São José dos Campos demonstra que não existe fórmula mágica nem segredo para uma trajetória de sucesso. O êxito de qualquer iniciativa é sempre resultado de diversos fatores, sendo o trabalho e o comprometimento a base de todos eles. No caso da singular de São José dos Campos, é possível identificar alguns aspectos recorrentes ao longo de sua caminhada: a busca incessante da melhoria contínua, nunca pela via mais óbvia e fácil, mas sempre pela trilha da inovação, pela obediência à cláusula pétrea do cooperativismo (o respeito aos cooperados) e pela valorização da qualidade como diferencial competitivo. Tudo isso, tendo como retaguarda as boas normas de gestão e o foco na inovação e visão de futuro.


Fazer login

Esqueci minha senha

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Uniodonto

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.